descrição do blog

Este é um espaço para trabalhos de criação e confecção próprias.
Aqui você encontrará trabalhos em Tear de Tricô, Tricô à Máquina,
com receitas básicas, fotos explicativas, gráficos de peças e de pontos, inclusive para iniciantes nas técnicas apresentadas.
Haverá, também, trabalhos em Tricô com Agulhas e com os Dedos, Crochê Barbante e Tunisiano, Reciclagem, Customização, Costura
e algumas peças que foram confeccionadas a partir de ideias deste maravilhoso mundo virtual.
Receitas de terceiros estarão com os devidos créditos, respeitando os direitos autorais.
A intenção é compartilhar formas de terapia simples e econômicas!

bem vindos

Bem-vindos! Fiquem à vontade!

Avisos

Role a página para visualizar algumas peças e clique nos links à esquerda
para ver as páginas com as receitas.



ATENÇÃO:
Para divulgar qualquer material deste blog, use links de redirecionamento, por favor.
Assim, seus visitantes e amigos poderão conhecê-lo... Obrigado.


Se houver alguma peça que ainda não esteja com a receita ou o gráfico
(ou com problemas na visualização),
por favor, avisem-me (email, caixa de recados do blog ou facebook).
Obrigado.


terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Bata Frente Única Lilás - Tricô à Máquina

Tricô à Máquina e Crochê
Tam. M (42/44) Regulagem 6, Linha Cléia 1000, Ponto Recolhido e cartela nº 3 com todas as agulhas em trabalho
Execução
Costas: Monte 114 pontos e teça por 150 carreiras (um retângulo). Arremate.
Frente: Monte 114 pontos e teça por 150 carreiras. Zere o contador e comece diminuindo para as cavas (ambos os lados) a cada carreira: 1x4p e 4x1p; a cada 2 carr: 4x1p e a cada 3 carr: 2x1p (14pts). Ao mesmo tempo e na 12ª carr (a partir do inicio das cavas), prepare para trabalhar as partes separadas, trabalhando os pontos do ombro direito (deixe-os em espera). Arremate os 28 pontos centrais e trabalhe o ombro esquerdo, arrematando do lado do decote e a cada 2 carr: 4x2p e 4x1p (não se esquecendo de continuar arrematando para as cavas). Sobram 17pts em 70 carreiras. Continue reto por mais 70 carreiras. Faça o outro ombro, seguindo o mesmo esquema para as diminuições e arremate.
Acabamento: Passe levemente e costure as laterais e as tiras dos ombros, juntando-as para contornar o pescoço. (podem ser feitas tiras mais estreitas e compridas para amarrar atrás do pescoço). Faça um acabamento em toda a volta do decote, cavas e costas em ponto baixo (ou outro de sua preferência). Faça uma barra em crochê com o ponto de sua preferência para que a peça atinja o comprimento desejado (o ponto segredo também fica muito bonito).

Início
(postagem original em 28/02/2008)

Blusa Color - Tear de Tricô

Tear de Tricô
Tam P
Material: 1 novelo de Linha Anne, 1 agulha de crochê
Pontos empregados: ponto zigue-zague e ponto jacaré; abertura da cala em 3 cm (de prego a prego)
Execução:
Frente: monte 40 pontos no tear e teça no ponto zigue-zague. Na 53ª carreira, arremate os 3 pontos de cada lado e prossiga até 76ª carreira. Arremate todos os pontos. (decote ficará reto).
Costas: igual a frente, tecendo no ponto jacaré (opcional)
(postagem original em mar-2006)

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Regatas e Blusa Salmão - Tricô à Máquina

Tricô à Máquina
Tam M (Cléia 5) - Tam P (Cléia 1000) - Tam P (Anne)

Três variações da mesma receita (camiseta regata), com fios diferentes. Foram feitas pequenas alterações nos decotes, nas cavas, no comprimento e no acabamento.

(postagem original: mar/2007)

Camiseta Regata - Tricô à Máquina

Tricô à Máquina

Tam. 42-44
Regulagem 4 e 5, Linha Cléia
Execução:
Frente e Costas (iguais): Coloque 134 pontos e teça 30 carreiras na regulagem 4 para a barra e dobre. Zere o contador e teça mais 146 carreiras na regulagem 5, arremate para a cava 8p (de cada lado), zere o contador e teça 22 carreiras, diminuindo de cada lado (ainda para a cava) a cada 1 carr 4x1p, a cd 2 carr 4x1p e a cd 3 carr 4x1p. Na 22ª carreira arremate 34p para o decote e continue cada lado separadamente, diminuindo a cada 2 carr 4x2p e 4x1p e continue tecendo até completar 84 carreiras (altura total da cava até o ombro). Faça a outro lado igual, diminuindo do lado contrário.
Acabamento: Passe levemente e costure com costura invisível, fazendo um acabamento em toda a volta do decote e cavas em crochê.
Gráfico para a Camiseta Regata
(postagem original: set/2006)

Blusas Light - Tear de Tricô

Tear de Tricô

Blusas que podem ser usada por cima de qualquer outra peça, com saia ou calça... Prática, simples de fazer e combina com tudo! Fiz no tear de tricô, mas dá para fazer à máquina ou no tricô de agulha. Não é legal?
Blusa Preta (Tam. M) Material: 1 novelo de Linha Anne, Tear de tricô com cala de 4 cm
Execução: monte os pontos em 50 pregos e teça em ponto grama (gráfico nº 18 no link "Mais receitas - Tear") por 30 carreiras. Na 31ª carreira, teça 12 pregos (ombro), arremate os 26 pregos centrais (decote) e teça os outros 12 (ombro). Volte passando o fio em todos os pregos: nos 12 primeiros e nos 12 últimos continue tecendo no ponto grama e nos pregos centrais será feita a mesma "correntinha" do início (na ida, passe o fio em todos os pregos e, na volta, depois de trabalhar os últimos 12, faça a correntinha nos pregos centrais, isto deixará um buraco no centro do trabalho). Continue tecendo, por mais 30 carreiras e arremate todos os pontos.

Blusa Bege (Tam. P) - Basicamente igual à Preta, exceto a quantidade pregos e o ponto: monte os pontos em 40 pregos e teça em ponto Espinha (gráfico nº 11 no link "Mais receitas - Tear") e siga a receita anterior, deixando para os ombros 10 pregos e para o decote 20.

Acabamento: conture as laterais, "imitando" o ponto (deixando o fio solto entre as laterais).
Gráfico da Blusa Light Preta
(postagem original: mar/2007)

sábado, 27 de dezembro de 2008

Frente Unica Rosa - Tricô à Máquina

Tricô à máquina
Tam. P
Material: 1 novelo de linha Cléia
Execução: Esta blusa é feita em uma só peça, levando, portanto, uma só costura. Monte 100 pontos e trabalhe na regulagem 8 por 360 carreiras. Arremate. Faça uma tira de mais ou menos 50 cm e pregue-a na peça para amarrar ao pescoço. Faça um acabamento em toda a volta em crochê.
(postagem original: mar/2007)
Tire suas dúvidas!
Início!

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Blusa Gola Alta - Tricô à Máquina

Tricô à Máquina

Tam. P
Material: 1 novelo de Linha Anne e agulha de crochê. Regulagem 8
Execução: Frente e Costas são iguais. Monte 108 pontos e trabalhe por 78 carreiras. Arremate de ambos os lados a cada 3 carr 1p 21x (63 carr). Continue reto por mais 48 carr. e arremate todos os pontos. Costure as laterais (nas partes retas) e depois dobre a gola e costure para dentro (formando a gola alta). Faça o acabamento na barra e nas cavas em crochê.

(postagem original: ago/2006)

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Regata Azul Mesclado - Tear de Tricô

Tear de Tricô
Tam. P
Material: 1 novelo de linha Anne, agulha de crochê, tear de tricô com cala regulada em 3cm.
Ponto malha: tecer na ida e na volta.
Execução:
Frente e Costas são iguais. Monte os pontos em 30 pregos e teça por 40 cm. Teça 10 pontos da lateral, arremate os 10 pontos centrais e teça os outros 10 pontos por 8 cm e arremate. Teça, da mesma forma, o outro ombro e arremate. Costure as laterais e os ombros.
(postagem original: abr/2006)

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Blusa Cava Reta

Tricô à Máquina
Tam P
Material: 250 grs. de fio Cristal e agulha de crochê
Regulagem 6
Execução:Costas: Monte 118 pontos e teça 40 carreiras na regulagem 3 e dobre (para a barra). Mude para a regulagem 6 e continue por mais 150 carreiras, aumentando, para a cava, 10 pontos de cada lado e teça por mais 84 carreiras (até a altura dos ombros) e arremate.
Frente: Faça como para as costas (inclusive a cava). Para o decote, na 48ª, arremate os 16 pontos centrais de uma só vez e trabalhe cada lado separadamente, arrematando do lado decote, a cada 2 carr: 1x 4p e 1x 3p, depois a cada carr: 4x 1p e a cada 2 carr: 3x 1p (ficam 52 pontos). Arremate. Faça a outra parte igual.
Acabamento: Passe levemente e costure as laterais e os ombros. Faça o acabamento das mangas e decote em crochê.
Tire suas dúvidas!

Início!

sábado, 20 de dezembro de 2008

Colete Salmao - Tricô à Máquina

Tricô à MáquinaTam. P
Material: Linha Cléa
Execução:
Costas: Monte 100 pontos e teça 120 carreiras (pode ser mais, é claro!) , na regulagem 8. Arremate.
Frente: Monte 50 pontos e teça 58 carreiras. A partir da 59ª carreira diminuir apenas de um lado (decote) e em toda carreira ímpar 1 ponto por 30 vezes. Ficam 20 pontos . A diminuição vai até a 117ª carreira, portanto teça até a 120ª. Arremate. Faça a outra lateral da mesma forma, diminuindo do lado oposto.
Acabamento: Passe levemente e costure as laterais (deixando a cava) e os ombros. Faça o acabamento das mangas e em toda a volta do trabalho em crochê.
Obs: Estou fazendo outro com a linha Anne (a que usei no bolero bege), fica um pouco mais grosso. Este salmão ficou “molinho”. Acredito que seja melhor, depois eu mostro.
Fale comigo!
(postagem original em maio de 2006)

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

MSN

Adicione o meu endereço para mensagens instântaneas no MSN:
ANGELMDC@HOTMAIL.COM.
Procurarei estar disponível para um bate-papo todas segundas, quartas e sextas-feiras, das 18hs às 21hs.
Ainda, estou colocando em ordem os endereços de meus contatos, portanto, quando me adicionar, coloque o nome e a localidade para que eu possa identificá-lo(a), ok?

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Revista Figurino Tricô da Editora On Line

Edição de maio de 2009
Foi uma grande surpresa pra mim! A gente vive procurando alegria em lugares maravilhosos, mas distantes, e não percebe que ela, muitas vezes, está nos lugares mais simples. Devo esta publicação a todos os visitantes do blog, pois são eles que o tornaram bom! 
(data original da postagem: 19/5/09)

domingo, 26 de outubro de 2008

Quem sou?

Sou Paulistana, tenho uma filha maravilhosa que me dá muito orgulho (a modelo principal do blog) e uma colaboradora que me ajuda nos trabalhos de casa. Tenho muitos amigos, graças a Deus, e peço a Ele que os abençoe sempre, assim como à minha família, que é pequena, mas leal e honesta. Sou servidora pública estadual há quase 30 anos, me considero uma boa profissional e gosto muito da minha função. Sempre fui apaixonada por fios (até os elétricos - rsrsrs) e a minha distração nas horas de folga é brincar com eles... Assim, aprendi a tecer à MÁQUINA (na Lanofix Tricomatic), à MÃO, em TEAR de TRICÔ, TEAR QUADRADO, TEAR RABO DE GATO, CROCHÊ (inclusive o TUNISIANO) e não me atrapalho em BORDADOS (Tecidos ou Telas).
Como tudo começou: cresci entre fios, pois minha mãe fazia tricô e bordava. Naquela época usava-se muito malha de lã bordada à mão e a minha mãe sempre foi muito boa em trabalhos artesanais! Bem... “filho de peixe, peixinho é”. Então, minha mãe ganhou a Lanofix "Tricomatic” (Alguém se lembra? Ainda tenho!). Minha mãezinha, que Deus a tenha, não sabia manuseá-la, mas tinha o manual. Vocês não têm idéia de quantas roupas fiz naquela máquina. Somente em 2005, resolvi comprar a Lanofix SK280. Comecei, então, a fazer cachecóis e polainas para treinar e hoje, sempre que tenho tempo, teço uma peça ou outra. Adoro criar e as peças que faço são exclusivas, em sua maioria. Através de pesquisas na Internet sobre trabalhos feitos à máquina, acabei entrando em comunidades sobre Tear, que era uma febre e... eu embarquei! Em um "site" encontrei um PROJETO DE TEAR DE TRICÔ e não tive dúvida: imprimi o projeto, confeccionei o meu tear e matei a saudade! Aprimorei, fazendo teares para as amigas, que quiseram aprender a tecer, até que fiz o Tear Regulável de Tricô, o Tear Quadrado e o Tear Rabo de Gato. Uma pausa para uma pequena estória sobre estes teares. Aprendi a trabalhar com o Tear Rabo de Gato aos 7 anos de idade: era feito em “carretel” de linha, com 4 pregos em volta do furo central. Com o Tear de Tricô, depois dos 15 anos e era bem mais simples do que agora, mais rústico. Foi uma senhora mineira, Lurdes, quem me apresentou a técnica e, àquela época, eu desconhecia o nome. Bom, eu jamais imaginei que voltaria a tecer aqueles longos “rabos de gato” e cachecóis, depois de tanto tempo. O mundo dá tantas voltas, não é verdade? A partir daí, adquiri os pontos na CENTER-LÃ, fiz uma amostra de todos eles e os divulguei em comunidades de tear no “Orkut” (outra febre) , juntamente com uma amiga “Regina Céli” (pessoa que se tornou muito especial em minha vida). Com a troca de conhecimentos, acabei criando um grupo no “Yahoo” denominado “Tear Manual”, onde publiquei os gráficos dos pontos que possuía e que fizeram um sucesso relativo. Assim e no início de 2006, comecei a planejar e montar este “Blog”. Não foi fácil, mas conclui e publiquei no final do primeiro semestre do mesmo ano.
Confesso que isso me deixa muito feliz, pois é uma grande realização ver meus trabalhos publicados e pessoas de todo lugar tendo acesso a eles.
Como é bom poder compartilhar! É, sem dúvida, um sonho que se tornou realidade e, por isso, aqui fica o meu agradecimento a todos que colaboraram para esta realização!
Beijos,
Angela Maria
(data original da postagem: março de 2006)

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Boleros Rosa e Verde - Tricô à Máquina

Tricô à Máquina
Amei estes pontos (corpo e acabamento).

Bolero Infantil (Rosa) - 5 a 6 anos

Material: Linha Cristal (3 fios), cartela nº 10, ponto de renda recolhido.

Execução: Monte 50 pts e trabalhe (reg. 8) por 140 carr. Aumente (sempre do lado do carro) 25 pts de cada lado e trabalhe os 100 pts por 200 carr. Diminua (tb sempre do lado do carro) 25 pts de cada lado e continue trabalhando os 50 pts restantes por 140 carr.



Bolero Adulto (Verde) - Tam. M
O mesmo material e ponto, com a cartela nº 3

Execução: Basta aumentar a quantidade de pontos (montei 70 pontos) e carreiras (trabalhei por 160 carr, aumentei de cada lado 40 pontos para o corpo). Aumente o número de carreiras para o corpo (fiz 280 carreiras, antes de diminuir os 40 pontos aumentados). Trabalhe por mais 160 carr e arremate.

Obs.: A receita é a mesma dos boleros rosa e bege que estão no blog.
(postagem original em abr/07)

Bolero Vinho - Tricô à Máquina

Tricô à Máquina

A receita é a mesma dos Boleros Rosa e Bege, só que com mangas compridas
Feito à Máquina em Ponto de Renda Recolhido. Ficou lindo e "quentinho"!

(postagem original em abr/07)

domingo, 10 de agosto de 2008

Pulôver Cinza - Tear de Tricô

Tear de Tricô

Tam P
Material: 80 grs de lã (3 fios - usei a Família), Tear de tricô com cala de 4 cm
Execução: monte os pontos em 20 pregos e teça em ponto pérola por 40 carreiras. Na 41ª carreira, teça 5 pregos (ombro), arremate os 10 pregos centrais (decote) e teça os outros 5 (ombro). Volte passando o fio em todos os pregos: nos 5 primeiros e nos 5 últimos continue tecendo no ponto pérola e nos pregos centrais será feita a mesma "correntinha" do início e na próxima carreira continue tecendo o ponto pérola (decote). Continue tecendo, por mais 40 carreiras e arremate todos os pontos.
Acabamento: costure as laterais e faça em volta do decote e cavas uma carreira em ponto baixo.
Início
(postagem original em maio/2007)

sábado, 9 de agosto de 2008

Blusa Ferrugem - Tricô à Máquina

Tricô à Máquina
Tam. P


Pode ser um BOLERO... é só não fazer o barrado em crochê. E fica uma gracinha no corpo!

(postagem original em maio/2007)

Material: 1 cone de Lã Cristal (3 fios), máquina na regulagem 8.ExecuçãoFrente: Monte 40 pts e trabalhe 51 carr. Na 52ª carr dim (lado direito), 1 pt a cada 4 carr, 18 vezes. Na 71ª carr diminua para a cava (lado esquerdo) 2 pts e trabalhe mais 60 carreiras. Ficarão 22 pts. Fazer a outra frente igual, diminuindo para o decote e para a cava do lado contrário.
Costas: Monte 90 pontos e trabalhe por 70 carr. Na 71ª carr dim 2 pts e trabalhe mais 60 carreiras. Arremate.
Mangas: montar 80 pts e a partir da 20ª carr, dim 1 pt de cada lado a cada 8 carr, 15 vezes até ficarem 50 pts (total de 200 carreiras).
Acabamento: costure as larais e as mangas e faça a barra e os punhos em crochê (opcional)

Fale comigo!

terça-feira, 10 de junho de 2008

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Ponto Trico no Tear... faltava ele!

Criei um novo ponto para o TEAR: o Ponto "Tricô Angel"! Não é parecido com o Ponto Tricô? Dependendo da abertura da cala os "buraquinhos" nem aparecem!

Pois é... fiquei pensando: como podemos trabalhar em um tear de tricô e não fazer o ponto principal... Fui dormir e quando acordei, corri para o tear e... CONSEGUI!
Como fazer o ponto TRICÔ "Angel"


( Data original da postagem: 17/07/2007)

Meia passo a passo no tear de tricô

Como trabalhar com pregos em suspenso no tear de tricô

(criado em 07/08/09 e publicado em 14/08/09)

Como fazer o Ponto Tricô


Peço desculpas, meus amigos e amigas... não havia percebido a falha! Obrigado pelo contato.
Tirei novas fotos e agora a visualização ficou boa!

Retirei os passos, pois agora dá pra visualizar no próprio arquivo.


Obs.:A pegada dá trabalho, mas não é difícil e o resultado vale a pena, pois é um ponto bem diferente de todos aqueles até agora apresentados. Considero a minha melhor criação, depois do casaco, é claro!

Ah... o Casaco Mesclado Cinza, que fiz neste ponto, já foi postado, com a receita e o gráfico!

COMENTEM e ...

Qualquer dúvida, escrevam!

(Data desta postagem: 17/7/2007 - Corrigida em 3/8/2007)

Início!

Variaçoes com o Ponto Trico

Troquei a foto do ponto tricô, viu?
Acabo de postar 4 variações com o ponto criado... ficaram lindos! (no final do Blog)
O 1º ficou maravilhoso e em um casaquinho ou blusa fica show!
O 3º serve como "um motivo" (na horizontal ou na vertical).
O 4º deve ficar lindo em um cachecol, por causa do ponto alongado em meia.
Espero que gostem das novidades!

Ah... esqueci de dizer que as amostras e trabalhos que tenho feito, eu tenho iniciado de uma forma nova e (pelo menos eu acho) bem mais fácil que a correntinha: igual ao método do polegar do tricô de agulhas.


(Data original da postagem: 19/7/07)

Novos Pontos "Angel"!

Quatro variações criadas by Angela Maria com o ponto "Tricô Angel"...
(Data desta postagem: 19/7/2007)

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Vestido Rosa "Pet"

Tricô à Máquina

Confesso que foi mais fácil fazer o vestidinho do que fazer a modelo posar para as fotos! Ficou uma graça e o melhor de tudo é que a modelo não quis mais tirar!
Tam. “Pinscher”
Material: Linha Cléia 1000, Regulagem 5. Execução
Blusa: Monte os pontos em 120 agulhas e teça 50 carreiras. Coloque em suspenso 100 agulhas. Zere o contador e trabalhe separadamente as primeiras 20 agulhas (as da direita, por exemplo), diminuindo 2x2p na 1ª e 2ª carreira (lado esquerdo, para fazer a manga), continue até a 28ª carreira e aumente 2x2p na 29ª e 30ª carreira. Suspenda estas 20 agulhas trabalhadas. Zere o contador. Coloque em posição de trabalho as próximas 80 agulhas e trabalhe diminuindo 2x2p (1ª e 2ª carreira) e aumentando 2x2p (29ª e 30ª carreira), de cada lado. Coloque estas agulhas em suspenso. Zere o contador e trabalhe as outras 20 agulhas da mesma forma, com os aumentos e diminuições do lado contrário (direito). Termine com o carro do lado esquerdo. Zere o contador. Chame todas as agulhas para a posição de trabalho e teça 35 carreiras, diminuindo 7x2p e 10x1p de cada lado e a cada 2 carreiras (nas carreiras ímpares OU pares). Se for preciso, passe um fio de outra cor na 35ª carreira para orientar a dobra para a gola. Teça mais 21 carreiras e dobre seguindo a orientação do fio de outra cor. Arremate. Costure, unindo o peitoril.
Saia: Monte os pontos em 40 agulhas, teça por 300 carreiras e arremate. Passe um fio em toda a extensão para franzir e costure na blusa. Deixe uns 10 cm no meio, para que a barriguinha fique livre.
Acabamento: Faça uma carreira em ponto baixo em toda a volta das manguinhas e da saia.



Início
(postagem original em 14/1/08)

Gráfico para o Vestido Rosa "Pet"

Tricô à Máquina
Gráfico para o Vestido Rosa "Pet"


(postagem original em 16/1/08)

domingo, 30 de março de 2008

Boleros Rosa e Bege - Tricô à Máquina

Tricô à máquina
Tam. P
Material: Rosa: 1 cone de linha Cristal (3 fios); Bege: Linha Anne
Execução (Lanofix SK280): Monte 70 pts e trabalhe (reg. 8) por 60 carr. Aumente 34 pts de cada lado e trabalhe os 138 pts por 270 carr. Diminua os 34 pts de cada lado e continue trabalhando os 70 pts restantes por 60 carr. (Esta receita é uma ADAPTAÇÃO MINHA, para máquina de tricô, da receita nº 1 (Liseuse), publicada pela Editora Liberato em sua Revista nº 3) .
Veja o gráfico

quarta-feira, 19 de março de 2008

Bolero Light - Tear de Tricô

Tear de Tricô
Tam. P
Material: Linha Anne, Tear de tricô (60 pregos e cala de 3 cm).
Execução: monte os pontos em 60 pregos e teça em ponto meia por 10 carreiras (se quiser mais comprido é só aumentar as carreiras). Na 11ª carreira, teça apenas os 15 pregos iniciais por 26 carreiras (um dos lados do bolero). Corte a linha e deixe os pontos nos pregos. Amarre a linha no 16º prego e teça 26 carreiras os próximos 30 pregos (costas). Corte novamente a linha, deixando os pontos nos pregos. Amarre a linha no 1º dos outros 15 pregos restantes (46º prego) e teça as 26 carreiras para formar o outro lado do bolero. Volte, trabalhando todos os pregos em uma só carreira, não esquecendo de “prender” os pregos que estão separados para que os pontos não fiquem “largos demais” (dica: cruze os pontos nestes pregos para que fiquem firmes). Arremate todos os pontos.
Acabamento: costure os pontos necessários para formar o ombro (7 ou 8 pregos) e faça em volta da peça um acabamento em crochê. Pregue um botão ou passe uma fita.
(postagem original em nov-2006)

sábado, 8 de março de 2008

Bolero Uva - Tear de Tricô

Feito no Tear de Tricô

Tam. M


Material: 1 novelo de linha Anne, agulha de crochê, cala regulada em 3cm.
Execução: Monte os pontos em 25 pregos e teça por 23 carreiras. Aumente 10 pregos de cada lado e teça por 70 carreiras. Diminua os 10 pregos de cada lado e teça por mais 23 carreiras. Arremate, dobre a peça ao meio e costure seguindo o esquema .


Veja o gráfico do Bolero

A Blusa Mesclada preto e branco (também feita no tear de tricô) é uma contribuição de minha cunhada "Ana Maria".

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Meia no tear manual de tricô

Novo método: "pregos em suspenso"

Meia cano curto, Tam. 34/35
Material:
2 novelos Família Pingüim, tear de tricô com cala de 2,5cm
Execução: Monte 24 pregos no tear e teça em ponto barra por 6 carreiras. Mude para o ponto pérola e teça 16 carreiras. Na 17ª carreira, comece a suspender os pregos, seguindo o
passo a passo. Agora, teça em todos os pregos por 19 carreiras para a sola do pé. Na 20ª carreira, inicie a ponta do pé da mesma forma trabalhada para o calcanhar e, quando voltarem todos os 12 pregos, teça uma carreira nos 24 pregos. Retire os pontos com agulhas de tricô e faça a costura como explicado no passo a passo.
Faça o outro pé da mesma forma, invertendo a posição do calcanhar e da ponta.
Dica: para aumentar o cano da meia, aumente o número de carreiras antes de iniciar o calcanhar.
Aumente, na sola, 3 carreiras a mais para cada número maior que o indicado na receita e 3 carreiras a menos para cada número menor.
Fiz o ponto barra tecendo *2m,1t,2m,1t*. Mas existem outros pontos para barra.

(criado em 07/08/09, receita publicada em 14/08/09)

domingo, 17 de fevereiro de 2008

Gravata no tear

Gravata no Tear de Pregos ou Tear de Tricô
Primeiro fiz com a lã mesclada, achei muito estreita e, então, fiz a creme (com uma listra só para experimentar) e... ficou curta!
Os pontos estão tortos... poderia ter ficado melhor, mas pelo menos já sabemos que dá pra fazer, né? Valeu a experiência e a grande descoberta que fiz: NÃO SEI DAR NÓ EM GRAVATA! (rsrsrs)
(data da postagem original: 19/7/09)

sábado, 16 de fevereiro de 2008

Gorro e Cachecol à Máquina

Tricô à Máquina
Aparência e textura de peças feitas no tear de pregos...
mas foram feitas à máquina com o ponto 2x2, que a nossa carinhosa amiga Rose Mary me passou... demorei pra fazer o teste, mas quando fiz... AMEI!
Rápido, prático e com a textura e beleza de uma peça feita no tear de pregos.

Obrigado, Rose Mary!
(Tricô à Máquina Rose Mary)
Material: 1 novelo do fio Brilho para o conjunto
Cachecol: monte 41 agulhas alternadas e teça, na regulagem 10, por mais ou menos 200 carreiras, não esquecendo de cortar as FRANJAS antes de iniciar o trabalho. Arremate de acordo com a técnica explicada no link "Ponto 2x2". Deixe descansar e passe levemente "esticando" as bordas e coloque as franjas.
Gorro: monte 81 agulhas alternadas e teça, na regulagem 8, por 30 carreiras. Arremate de acordo com a técnica explicada abaixo. Obs.: o gorro da direita ficou com uma dobra maior, pois fiz 40 carreiras.
Obs.: Esta técnica faz com que o trabalho aumente um pouco mais que o dobro do comprimento, diminuindo um pouco a largura.
(data da postagem original: 13/7/08)

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Gorros


Feito no Tear de Tricô........................................ Feito à Máquina

Tear: Monte os pontos em 30 pregos (aumente ou diminua a cala para obter um ponto mais aberto ou fechado, respectivamente) e trabalhe por 50 carreiras. Arremate e una as duas partes menores (a largura), com uma agulha de tapeçaria “imitando o ponto meia”. Em uma das partes maiores (comprimento), passe o fio por entre os pontos e puxe para franzir. Neste gorro eu prendi a dobra.
Máquina: Monte os pontos em 100 agulhas, trabalhe por 30 carreiras e dobre o trabalho para fazer a barra. Continue por mais 90 carreiras (gorro pequeno) e arremate. O acabamento é o mesmo.

Cachecol e Gorro Mesclados

Tear de Tricô

Gorro
Material: tear de tricô, fio flash color (ou similar - médio), cala de 3cm
Execução: monte os pontos em 20 pregos e trabalhe em ponto pérola (o trabalho fica mais aberto) por 50 carreiras. Arremate deixando uma sobra de fio. Com uma agulha, passe esta sobra de fio por todo o comprimento do trabalho (nas 50 carreiras) e puxe-o. Costure as laterais. Este tamanho permite que você faça a dobra no gorro.

Cachecol
Material: tear de tricô, fio flash color (ou similar - médio), cala de 3cm
Execução: monte os pontos em 20 pregos, usando o método do início com franjas e teça por 1,50m em ponto pérola (dependendo do tamanho desejado). Arremate o trabalho já colocando as franjas.

Dica: se quiser uma trabalho mais "fechado", trabalhe com o ponto meia.